Portal das Mocidades Espiritas - Conteudo
   » Votuporanga/SP - Terça-Feira, 24 de Abril de 2018

  MENU

  .  Principal
  .  Cadastre-se
  .  Login
  .  Cadastre sua Mocidade
  .  Fale Conosco
  .  Recomende-nos


  BUSCA

Buscar:




  CONTEÚDO

  .  Artigos
  .  Entrevistas
  .  Palestras - Audiovisual
  .  Mensagens
  .  Apostilas
  .  Evangelho no Lar
  .  Obras Básicas
  .  Biografias
  .  Tira-Dúvidas
  .  Pesquisas
  .  Notícias
  .  Mocidades Espíritas
  .  Calendário de Eventos
  .  Cifras e Letras
  .  Estatísticas
  .  Envie seus Artigos
  .  Links


  DOWNLOADS
No momento não há conteúdo para ser mostrado neste bloco.

  MOCIDADES

  .  Mensagem
  .  O que é?
  .  Quais são os objetivos?


  SOBRE O SITE

  .  Equipe do Site
  .  Fale Conosco


  ÁUDIO

  .  Músicas On-Line
  .  Mensagens
  .  Livro dos Espíritos
  .  Temas Doutrinários
  .  Músicas em Espanhol
  .  Grupo Chave da Luz

Busca

Busca:           
[ Principal ] [ Mais Visualizadas ] [ Últimos Arquivos ]




Espiritualmente, o que seria melhor? - W. A. Cuin


       “Tudo me é licito, mas nem tudo me convém”. ( Paulo – I Coríntios 6.12).

       Na vida, precisamos agir com muito critério e discernimento, visando eleger as nossas prioridades, tendo em vista a necessidade de adquirirmos valores espirituais que nos permitam caminhar rumo à perfeição.
       Sendo filhos de Deus e tendo sido criados pelo Pai Celestial, na simplicidade e na ignorância, carregamos em nosso âmago, a proposta de prosperidade e evolução, contando para isso com toda a sábia e oportuna estrutura universal, que nos oferece os recursos e as condições necessárias para que atinjamos os nossos objetivos.
       Não fomos criados perfeitos, essa posição nós alcançaremos mais cedo ou mais tarde, dependendo obviamente, dos esforços que empreendermos para tal mister. Assim, ninguém poderá alegar privilégios para esse ou aquele, uma vez que diante do justo e ético código divino as oportunidade são idênticas para todos.
       As diferenças surgem em decorrência do livre arbítrio que temos, onde escolhemos, livremente, quais caminhos seguir, isso certamente, diante da maturidade, responsabilidade e consciência frente aos reais valores da vida.
       Vivemos sim, uma experiência no mundo físico, desfrutando da presente encarnação, no entanto a meta a ser atingida não é vencer no mundo, mas sim “vencer o mundo”, conforme sentenciou Jesus, ensinando como viver com honestidade, honradez, ética, respeito e com muito amor, esse notável sentimento que faz nascer a solidariedade, a fraternidade e o profundo desejo de que todas as criaturas tenham o seu lugar ao sol.
       Portanto, espiritualmente, o que seria melhor? Empregar as nossas forças buscando usufruir de uma vida regada de conquistas materiais ou de vitórias espirituais? Pensar somente em nós, egoisticamente, como se fôssemos uma ilha isolada dentro do mundo ou agir coletivamente, ajudando a construir uma humanidade que proporciona oportunidade iguais a seus membros?
       Ninguém está impedido de desfrutar o conforto que a vida material pode oferecer, desde que tenha obtido recursos honestos para isso, mas não seria mais importante, observando o prisma da vida eterna, sacrificar os interesses materiais, com o desejo de alavancar prosperidade espiritual?
       A existência no corpo físico tem pouca durabilidade, é efêmera, passageira, sendo que a verdadeira vida é a espiritual, imortal, portanto definitiva. Nossa permanência num corpo físico é importante, caso não fossem a Providência Divina não a teria instituído, mas qualifica-la como prioritária é cometer um grave erro de avaliação. Aliás, equivoco esse, que tem gerado imenso desconforto, prejuízos e dores em nosso coração, no seio familiar e em nosso meio social.
       A serenidade que queremos e a paz que buscamos, somente serão possíveis quando alongarmos os nossos olhares para vida futura, vivendo o presente como sendo “o último e servidor de todos” (Jesus- Marcos 9:35), sem esperar ou cobrar nada de ninguém, mas na condição de fiel servidor Jesus, pois é Ele o guia e modelo para a humanidade, sendo “ o caminho, a verdade e a vida” ( Jesus- João 14:16).
       Refletindo sobre a eternidade da vida, o que seria melhor, espiritualmente, ganhar notoriedade na Terra, não importando os métodos utilizados ou voltar, um dia para o mundo espiritual, conduzindo a serenidade e a paz em nossa consciência?
       Pensemos nisso...








Esse texto teve 1663 visualizações desde: 18/09/2013


[ Voltar ]





    Twitter: @mocidades
Twitter do Portal das Mocidades Espíritas: http://twitter.com/mocidades
Faça Parte !

    ON-LINE
Olá!!! Visitante! Seja bem vindo(a) ao Portal das Mocidades Espíritas.

Nome

Senha

Código de Segurança: _SECURITYCODE
Digite o Código:




(Registre-se)
(Perdeu sua senha?)

Cadastrados:

Último(a): LUIZ HENRIQUE D
Total: 2548

On-line:

Visitante(s): 3
Membro(s): 0
Total: 3

    ESTATÍSTICA
Número de Páginas Visualizadas: 7975677
Desde Out/2005


    WEB MAIL
Acesse aqui:
Web Mail
Mocidades Espíritas


Sua Mocidade ainda não tem um e-mail ?
Clique Aqui.

    Facebook


Portal das Mocidades Espíritas | www.mocidadesespiritas.com.br | E-mail: webmaster@mocidadesespiritas.com.br | 2018